terça-feira, 24 de julho de 2012

Dedo no gatilho


Dia desses revi Na natureza selvagem (Into de wild), dirigido por Sean Penn e protagonizado por Emile Hirsch. O filme conta a história do jovem Christopher McCandless que, após se formar na faculdade, abandona a casa, os pertences, uma possível carreira e sai em uma jornada até o Alasca, onde pretendia viver na tal natureza selvagem (sendo bastante sintético nessa sinopse).  Durante o percurso, ele conhece várias pessoas e vive experiências que jamais esperaria ter. 

Em um determinado ponto do filme, já no Alasca, enquanto lia um livro, o jovem anota, entre um parágrafo e outro, a seguinte frase: "Happiness only real when shared" (a felicidade só é real quando compartilhada, em uma tradução bem ao pé da letra). 

Já vi várias pessoas postando essa frase em perfis de redes sociais, comentando o quão verdadeira ela é e dizendo que concordam totalmente com o que ela diz. E elas estão certas, é realmente uma frase verdadeira e essencial. Porém, tenho um certo receio de que elas estejam vendo apenas o mais superficial da anotação, e não o que realmente ela quer dizer. 

Dessa última vez que assisti ao filme me lembrei de dois momentos que ilustram como entendo essa frase. O primeiro foi meu aniversário de 2008. A data caiu em um domingo, então chamei alguns amigos para um café da manhã em uma livraria de BH e, à noite, meus tios, primos e outros amigos apareceram em minha casa para me dar os parabéns. Nesse dia comi comidas maravilhosas, conversei com minhas pessoas mais queridas e passei o dia rodeado de conhecidos que separaram um pedaço do seu dia para me ver.

A segunda passagem também foi meu aniversário, um ano depois, em 2009. Alguns dias antes da data tinha recebido a notícia de que seria transferido de navio (na época eu trabalhava em navios de cruzeiro, e transferências eram relativamente comuns), e que o dia dessa transferência seria bem na véspera do meu aniversário, mas o escritório em terra ainda não tinha mandado todos os detalhes. Quando recebi os bilhetes de viagem, a reserva do hotel e a carta de embarque para o próximo navio percebi que, pelos dados, passaria quatro dias em Miami, nos Estados Unidos, e que um dia depois a minha chegada seria meu aniversário. Naquele primeiro de junho, após o café da manhã, decidi que sairia pela cidade sem destino, e iria aonde quer que o GPS do carro que eu aluguei me indicasse. Liguei o rádio em uma estação qualquer e me levei para todos os lugares que queria ir, na hora que desejasse e para ficar quanto tempo fosse, completamente sozinho em uma cidade/país que jamais estivera antes. 

Muita gente pode pensar que o fato de eu ter passado meu aniversário sozinho em um lugar desconhecido tenha o transformado em um "evento menor", um aniversário que nunca vai ser tão bom quanto o que passei com muita gente ao meu redor. E garanto que pensa assim quem entende a frase do filme como uma ode a nunca estar sozinho, uma obrigatoriedade em sempre ter alguém ao lado para "ter felicidade/ser feliz". São as pessoas que acreditam naquele discurso da bossa nova de que "é impossível ser feliz sozinho". Pois não é! 

Não é pelo simples fato de que a felicidade não tem nenhuma relação com o fato de você partilhar com alguém determinado momento, determinada fase da sua vida. A felicidade só é real quando partilhada consigo mesmo, parafraseando a passagem do filme. Ela está relacionada com você assumir o fato, o momento, o acontecimento, como algo feliz. Meus aniversários só foram bons, só me deixaram feliz, porque no fim do dia, quando coloquei a cabeça no travesseiro para dormir, eu pensei "fui muito feliz no dia de hoje", em ambos os casos. Uma brisa de outono em um fim de tarde pode trazer tanta felicidade quanto uma nota dez em uma prova difícil. A felicidade é um dedo no gatilho, apenas esperando ser disparada! 


[para ouvir depois de ler: Tori Amos - Happiness is a warm gun]

Um comentário:

Diego disse...

Eu acho babado! Acho muito Sex and The City... tipo.. "dá licença mas a melhor relação que vc tem é consigo mesmo, poréeeem, se vc achar alguém no meio do caminho, this is just fabulous!!!"

Auto-suficiência é in!